Hipermetropia

22/08/2012

 

A hipermetropia caracteriza-se por uma necessidade aumentada de esforço ocular para manter uma boa acuidade visual, ela tende a diminuir na adolescência, porém a necesidade de corrigi-la aumenta com o passar dos anos devido a perda de capacidade de acomodar que ocorre durante a vida.

Anatomicamente da-se como se o olho fosse mais curto, ou a córnea menos curva ou cristalino de menor poder.

Ter um pequeno grau de hipermetropia pode ser normal e os olhos tem um mecanismo para compensar, chamado acomodação.

Graus elevados tem acuidade visual prejudicada.

Pequenos defeitos geralmente não afetam a visão, mas em muitos casos provocam sintomas como cefaleia (dor de cabeça), dor ocular, aumento da frequência de pestanejar, lacrimejamento, desinteresse pela leitura, coceira entre outros.

É bom lembrar que sinusite, disfunção temporomandibular, alergia, enxaqueca entre outros problemas podem ter sintomas semelhantes.

O tratamento pode ser realizado com óculos, lentes de contato ou cirurgia (mais limitada que na miopia).

 

Por Dr. Luiz Formentin

Médico oftalmologista em Santos, Dr. Luiz Formentin, especialista em lentes de contato, ceratocone, degenerações corneanas, pós-trauma ocular, pós-transplante de córnea.