Uso incorreto de antibióticos pode ocasionar em problemas oculares

A grande questão da prescrição sem avaliação médica são os efeitos colaterais e, principalmente, a possibilidade de mascarar o problema de saúde. Esse risco é ainda maior quando são antibióticos. Isso porque existem vários tipos de bactérias e cada uma é tratada com um remédio diferente.

 

Na oftalmologia, os colírios antibióticos são essenciais para tratamento de infecções oculares e, também, no período pós-cirúrgico. Entretanto, quando usados incorretamente, podem levar a graves resultados. 

 

Poucas pessoas sabem, mas a utilização indevida desse tipo de remédio pode provocar alterações oculares. 

 

“O uso excessivo, seja na dosagem ou na frequência, pode causar toxicidade ao epitélio da córnea (“pele da córnea”), o que impede a cicatrização completa da lesão. Além disso, alguns antibióticos geram uma diminuição da visão e irritação ocular persistente”, observa o oftalmologista Dr. Tarciso Schirmbeck.

 

Para evitar a compra indiscriminada desses medicamentos, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) só permite a venda de antibióticos com receita de controle especial e com validade de 10 dias.

 

“Essa é uma tentativa de minimizar o surgimento de bactérias super-resistentes e incentivar a ida ao especialista. Ter o acompanhamento médico para a correta indicação do uso de antibióticos, avaliação do tempo de tratamento e do momento ideal de finalizar a utilização é a forma mais eficaz de prevenir o agravamento de doenças”, conclui o Dr.

 

Fonte: Visão Hospital de Olhos