Praias lotadas, risco de conjuntivite e covid-19

Por mais que todos os dias ocorra o aumento dos casos de Covid-19 no Brasil, as praias estão lotadas e segundo profissionais da área, alguns estudos mostram que o olho é uma das portas de entrada da Covid-19. 

 

Ao contrário do que muitos imaginam, não é a água do mar que transmite a Covid-19 e sim as aglomerações, o contato próximo a uma pessoa contaminada elimina nos espirros e tosse partículas do SARS-COV-2, vírus da Covid-19 que penetram na boca, nariz ou olhos de pessoas sadias. Em contrapartida  a doença mais frequente no verão é a conjuntivite, que também é transmitida em casos de aglomeração com pessoas contaminadas. Olhos vermelhos, coceira, lacrimejamento, sensação de corpo estranho, ardência, fotofobia, visão embaçada e secreção nos olhos são os sintomas. A secreção varia conforme o tipo de conjuntivite: viral, bacteriana e alérgica.

As principais recomendações do médico para prevenir a Covid-19 e a conjuntivite são:

- Lavar as mãos com água e sabão frequentemente;

- Usar máscara e óculos nas atividades externas;

- Não levar as mãos aos olhos e à boca;

- Evitar aglomerações em locais fechados;

- Fazer compressas frias se a secreção for aquosa ou viscosa e morna se for purulenta;

- Não compartilhar óculos, maquiagem, colírio, descongestionante nasal, talheres, toalhas e fronhas;

- Evitar excesso de filtro solar e cosméticos na região dos olhos;

- Descartar maquiagem com alteração na cor, cheiro ou consistência;

- Manter os locais arejados;

- Tampar a boca com lenço descartável para tossir ou espirrar;

- Beber bastante água.

 

Fonte: Portal da Oftalmologia