Principais causas de tremor nos olhos

O tremor da pálpebra do olho, cientificamente chamado de blefaroespasmo essencial benigno, é uma condição muito comum que normalmente acontece devido ao cansaço dos músculos da pálpebra.

Esta condição muito semelhante ao que acontece em uma câimbra em outro músculo do corpo, por exemplo.

Geralmente, o tremor afeta apenas a pálpebra de um dos olhos, especialmente a pálpebra inferior, no entanto, este tipo de tremor também pode afetar ambas as pálpebras e até, os dois olhos, embora seja mais raro.

Na maioria dos casos, o tremor dura um ou dois dias, mas existem casos em que a tremedeira se mantém por algumas semanas ou meses, tornando-se em um grande incômodo. 

Nestes casos, deve-se consultar um oftalmologista ou um clínico geral, pois estes tremores também podem ser sinal de problemas de visão ou infecção, por exemplo.

 

 

Embora o tremor seja causado pelo cansaço dos músculos do olho, existem várias causas que podem contribuir para essa situação, e que incluem:

 

1. Excesso de estresse

O estresse provoca várias alterações no organismo, especialmente no funcionamento dos músculos, devido à ação dos hormônios que são liberados. 

Os músculos menores, como as pálpebras, podem movimentar-se involuntariamente.

Caso esteja passando por um período de maior estresse, deve-se tentar fazer atividades relaxantes para ajudar a equilibrar a produção de hormônios e interromper os tremores.

 

2. Poucas horas de sono

Quando se dorme menos de 7 ou 8 horas por noite, os músculos dos olhos podem ficar bastante cansados, pois eles precisam ficar funcionando durante várias horas seguidas sem descanso. 

Quando isso acontece, as pálpebras ficam mais fracas, começando a tremer sem razão aparente. Por este motivo, é recomendado dormir, pelo menos 7 horas por noite, criando sempre um ambiente calmo e relaxante para permitir um sono reparador. 

 

3. Falta de vitaminas ou desidratação

A falta de algumas vitaminas essenciais, como a vitamina B12, ou minerais, como o potássio e magnésio, podem provocar espasmos involuntários dos músculos, incluindo as pálpebras. 

Além disso, a pouca ingestão de água também pode levar a desidratação, que enfraquece os músculos e pode causar os tremores.

Vale lembrar que pessoas com mais de 65 anos ou que seguem uma dieta vegetariana têm maiores chances de ter falta de algumas vitaminas essenciais, podendo apresentar tremores mais frequentes.

É preciso aumentar a ingestão de alimentos com vitamina B, como peixe, carne, ovos ou laticínios, e beber pelo menos 1,5 litros de água por dia.

 

4. Problemas de visão

Os problemas de visão parecem bastante inofensivos, mas podem causar vários problemas no corpo como dores de cabeça, cansaço excessivo e tremores no olho. 

Isto acontece porque, os olhos trabalham em excesso para tentar focar o que se está olhando, fazendo com que eles fiquem mais cansados que o habitual. V

Se estiver encontrando dificuldades para ler algumas letras ou enxergar de longe, por exemplo, é aconselhado ir no oftalmologista para identificar se realmente existe algum problema que precise ser tratado. 

 

7. Alergias

Pessoas que sofrem com alergias podem ter vários sintomas relacionados com os olhos, como vermelhidão, coceira ou produção excessiva de lágrimas. Porém, ao coçar os olhos, uma substância conhecida como histamina, pode chegar nas pálpebras, provocando a tremedeira. 

É aconselhado fazer o tratamento com anti-histamínicos recomendados pelo clínico geral ou alergologista, além de, sempre que possível, evitar o contato com a substância a que se é alérgico.

 

Na maioria dos casos, os olhos tremendo não são sinal de problemas graves e desaparecem em poucos dias. No entanto, é aconselhado consultar um oftalmologista ou um clínico geral quando surgem outros sintomas como:

•Vermelhidão do olho ou inchaço da pálpebra;

•Pálpebra caída;

•Pálpebras que fecham completamente durante os tremores;

•Tremor que dura mais de 1 semana;

•Tremor que afeta outras partes do rosto.

 

 

Fonte: Tua saúde