Especialistas ressaltam que a prevenção da perda de visão começa com as consultas oftalmológicas de rotina

A cada cinco segundos uma pessoa fica cega no mundo, de acordo com a Sociedade Brasileira de Oftalmologia (SBO). Entre as crianças essa média é de uma cegueira por minuto. No entanto, até 75% dos quadros de cegueira são resultado de causas previsíveis e/ou tratáveis. Além disso, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), 80% dos casos de cegueira poderiam ser evitados.

 

 

Dados mais recentes da OMS afirmam que a catarata é a principal causa de cegueira no mundo, seguida do glaucoma, da degeneração macular relacionada à idade (DMRI) e da retinopatia diabética.

 

A prevenção precisa ser feita desde cedo. Logo ao nascer, ainda na maternidade, o bebê deve ser examinado pelo médico, que realizará o teste do olhinho, um exame capaz de detectar algumas alterações oculares. Após isso, a primeira consulta oftalmológica deve acontecer entre dois e três anos de idade.

 

No início da escolarização todas as crianças precisam, também, ser submetidas ao exame de acuidade visual, pois os problemas de refração (miopia, hipermetropia e astigmatismo) podem prejudicar o rendimento escolar, além de causar mais danos visuais, se não tratados.

 

Já adultos, com a saúde ocular em dia, devem ir ao oftalmologista para consultas rotineiras pelo menos uma vez ao ano.

 

Fonte: Visão Hospital de Olhos