Especialistas ressaltam que a prevenção da perda de visão começa com as consultas oftalmológicas de rotina

A cada cinco segundos uma pessoa fica cega no mundo, de acordo com a Sociedade Brasileira de Oftalmologia (SBO). Entre as crianças essa média é de uma cegueira por minuto. No entanto, até 75% dos quadros de cegueira são resultado de causas previsíveis e/ou tratáveis. Além disso, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), 80% dos casos de cegueira poderiam ser evitados.

 

 

Dados mais recentes da OMS afirmam que a catarata é a principal causa de cegueira no mundo, seguida do glaucoma, da degeneração macular relacionada à idade (DMRI) e da retinopatia diabética.

 

A prevenção precisa ser feita desde cedo. Logo ao nascer, ainda na maternidade, o bebê deve ser examinado pelo médico, que realizará o teste do olhinho, um exame capaz de detectar algumas alterações oculares. Após isso, a primeira consulta oftalmológica deve acontecer entre dois e três anos de idade.

 

No início da escolarização todas as crianças precisam, também, ser submetidas ao exame de acuidade visual, pois os problemas de refração (miopia, hipermetropia e astigmatismo) podem prejudicar o rendimento escolar, além de causar mais danos visuais, se não tratados.

 

Já adultos, com a saúde ocular em dia, devem ir ao oftalmologista para consultas rotineiras pelo menos uma vez ao ano.

 

Fonte: Visão Hospital de Olhos

Exames e Cirurgias

Veja abaixo a relação dos exames e cirurgias oferecidos. São vantagens para o paciente, como por exemplo, fazer seus exames na própria clínica. (*Consulte disponibilidade)

 

Exames

Veja abaixo alguns dos exames feitos pelo Dr. Luiz Formentin: 

 Ceratoscopia computadorizada

Através deste exame é possível fazermos uma análise qualitativa e quantitativa da curva e astigmatismo corneano. Alguns tipos de astigmatismo existentes são classificados durante ele: Astigmatismo Regular, Astigmatismo Irregular, Astigmatismo Simétrico e Astigmatismo Assimétrico.

 

 Paquimetria

O exame de Paquimetria é indicado aos pacientes com suspeita de Glaucoma, edema de córnea, e pré-operatórios de cirurgias refrativas, pois através dele é possível medirmos a espessura da córnea. É um exame indolor e rápido. 

 

 Acuidade Visual

O teste de acuidade visual é o mais básico de todos. Se você já foi alguma vez ao oftalmologista, provavelmente fez este exame. 

Para avaliarmos a acuidade visual é preciso analisar a relação entre o tamanho do menor objeto visualizado e a sua distância entre o paciente, estes dados são próprios para descobrimos a gravidade da patologia caso você, neste exame tenha visão incômoda ou dificuldade em enxergar as formas e os contornos dos objetos.

 

 Tonometria de Aplanação

Este exame faz as medidas da pressão intra-ocular. O tonômetro de sopro é um dos tipos deste exame, ele é menos preciso e geralmente é usado apenas para triagem, em todos os pacientes com suspeita de glaucoma como exame preventivo, juntamente com a auto-refração. 

 

 Mapeamento de Retina

O Mapeamento de Retina permite que as estruturas encontradas no fundo do olho como a retina, o nervo óptico e o vítreo, sejam analisadas. Por isso através deste exame é possível que doenças como diabetes, hipertensão, descolamento de retina sejam descobertas.

 

 Campo visual

Apesar de ser um exame simples, (o paciente deve apenas identificar os pontos luminosos apresentados em diferentes locais do campo visual) , contribui para que lesões de campo visual causadas por doenças oculares como glaucoma ou a neurite sejam diagnosticadas. É útil também na descoberta de doenças tumorais do sistema nervoso central ou AVC.

 

 Retinografia

Existem dois métodos para a realização deste exame:

• Retinografia Colorida (simples): Nada mais é do que uma fotografia do fundo do olho. É um exame essencial para o acompanhamento de pacientes que possuem doenças oculares progressivas.

• Retinografia Fluorescente: Este método avalia a retina, a coróide e os vasos sanguíneos por meio de fotos obtidas com uma iluminação diferenciada e filtros que permitem o estudo de diferentes áreas do fundo do olho. O exame é feito para que se possa acompanhar e/ou diagnosticar doenças como a retinopatia diabética, degeneração macular, oclusões vasculares da retina, e etc.

 

 Microscopia Especular de Córnea

A Microscopia especular de córnea é um exame utilizado antes das cirurgias intra-oculares de doenças como catarata, glaucoma e muitas outras doenças da córnea. Este exame permite que seja analisado como será o desempenho da córnea diante da cirurgia.

 

 Biometria Ultrassônica

 Este exame serve para apresentar especialmente qual será o grau da lente intra-ocular que deverá ser implantada no paciente durante a cirurgia de catarata. Existem dois modos principais de ser feito, e são eles: Contato direto e Imersão.

 

 Ultrassonografia Ocular

Este é um exame importante, pois auxilia o oftalmologista no diagnóstico de diversas doenças e é indolor. Uma sonda, em contato com a pálpebra fechada, onde é possível que o médico recolha informações das regiões oculares do paciente.

 

Cirurgias

Ultimamente novas tecnologias, vem permitindo avanços no campo da oftalmologia; Este progresso, nos trouxe a possibilidade de cirurgias oculares mais complexas e com resultados mais previsíveis. Uma tecnologia em especial é o LASER, palavra que deriva da terminologia "Light Amplification by Stimulated Emission of Radiation” .(O Ultrassom e o Ultravioleta também serão comentados)

A tecnologia com LASER permite, que atuemos no tecido de várias formas, especialmente coagulando, desgastando e cortando. Como a luz penetra nos meios transparentes ou translúcidos, o olho é um órgão do corpo humano especialmente propício para este tipo de intervenção.

A seguir daremos alguns exemplos de atuação da energia a LASER:

 

 Fotocoagulação: LASER que coagula os tecidos

- Ruptura e degenerações  da Retina: Este método, no caso da fotocoagulação, é usado somente nos casos em que a retina ainda está colada e houve apenas uma ruptura, ou na prevenção destas, quando percebida num exame de rotina. É uma técnica praticamente indolor e quase sempre é realizada com anestesia tópica (em gotas).

-Glaucoma: Para diminuir a dependência dos colírios ou quando estes não funcionam como esperado, pode recorrer-se a fototrabeculoplastia ou a iridoplastia

-Diabetes: Como em outros pontos do site, lembro que um rigoroso tratamento clínico é imprescindível. O LASER no tratamento da retinopatia diabética é usado na estabilização do processo de deterioração dos vasos sanguíneos da retina

 

 YAG: LASER que corta os tecidos

- Catarata: Algum tempo após a cirurgia de catarata pode ocorrer a opacidade da cápsula do cristalino, que pode ser tratado com o laser YAG.

- Glaucoma: Neste caso, o YAG é utilizado para o procedimento de iridotomia, para que a pressão ocular seja diminuída.

- Ultrassom: com muitíssimas utilidades no exame ocular é também fundamental na cirurgia de catarata.

 

 Facoemulsificação

Esta técnica atualmente é mais utilizada nas cirurgias de catarata. Consiste de duas micro incisões, por onde é colocado uma sonda de ultrassom que dissolve o conteúdo doente do cristalino (que está opaco na catarata) ao mesmo tempo em que este tecido estragado é retirado do olho. A seguir é implantada através da mesma incisão uma lente intraocular em geral dobrável (para passar na micro incisão).

A grande maioria dos pacientes com catarata consegue melhorar sua visão, mas o seu tempo de recuperação é variável. Geralmente menos de 5% dos casos têm complicações. Fatores de risco com diabetes e glaucoma aumentam as chances de resultados com pior prognóstico.

 

 

 Excimer Laser

Esta tecnologia é usada nas cirurgias refrativas e é capaz de desgastar o tecido, (na casa de milésimo de milímetro) produzindo um novo formato/curvatura na córnea com grande precisão e reprodutibilidade.

 

 Foto-ablação corneana (PRK)

A PRK é uma cirurgia feita com EXCIMER LASER, é usada para tratar e corrigir problemas como astigmatismo, hipermetropia e miopia.

 

 Crosslinking

Tem como objetivo fortalecer a córnea e estabilizar a doença ceratocone, impedindo assim a sua progressão. É uma técnica que tem apresentado bons resultados e possui baixo risco de complicações. Este tipo de tratamento ifoi iniciado na Europa há 10 anos. Só pode ser realizada em pacientes acima de 14 anos, e está indicada quando existe clara progressão do ceratocone

 *Os exames são realizados no consultório ou na clínica de exames. Consulte o local através dos seguintes telefones:

 

Consultório

Av. Ana Costa, 259 Conj. 22 - Gonzaga| Santos/SP

Tel: (13) 3222-5758

O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 

Clínica Dr. Luiz Formentin de Exames Center Laser

Rua Carvalho de Mendonça, 238 Conj. 32 | Santos/ SP

Tel: (13) 3233-4400

O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.